Eu, Pietra, sempre tive dúvidas quanto a meninos. Não dúvidas se eu gosto deles, adoraria que fosse diferente, minhas amigas lésbicas dizem que pegar mulheres dá metade do trabalho e dá o dobro de resultado. Mas eu gosto de meninos, não tem, nem nunca teve jeito.

Eu dei um chilique outro dia com um cara. Tenho categorias pra homens. Eles podem ser alguém com quem eu faço sexo regularmente, eles podem ser ficantes, que é o cara que ainda está nos cinco primeiros encontros, ou o cara pode ser alguém por quem eu deixo de ser “esse macho cínico” que vos fala para virar uma menina romântica. O segundo tipo pode se tornar o terceiro, mas o primeiro… Esses são perigosos. Eles não vão andar comigo na beira da praia no pôr do sol, ele vai partir meu coração. Não adianta querer transformar o sentimento e as ações de alguém. Não só por que não funciona, mas por que quanto mais partido o nosso coração fica, mais garotas legais, lindas e fofas se tornam “machos cínicos”.

beautiful-liar

Não é fácil aprender não tratar o cara que é só alguém com quem você faz sexo regularmente como namorado. Nem sempre ele é um troglodita, no meu caso eles nunca são. Troglodita comigo não tem oxigênio. Mas isso não quer dizer que meu coração fique partido menos vezes. O problema são os malditos sinais. Quando você quer desesperadamente que um menino seja o Hugh Grant em “Um lugar chamado Notting Hill”, você vê sinais em tudo o que ele faz. Se ele te leva pra jantar, você acha que isso é ele sendo romântico, quando pode ser apenas o cara estar com fome. Se ele te abraça durante a noite, você pode achar que finalmente está rompendo as barreiras dos traumas infantis dele, quando pode ser um simples reflexo de um sexo delícia que vocês fizeram mais cedo.

“Não existe terapia nem medicação no mundo que possa ajudar mulheres lindas, bem sucedidas, queridas, cheias de amigos quando elas cismam com um homem”. Isso é a maior besteira do Universo. Você pode e deve se proteger. E mais importante: você deve aprender a ser legal. Meninos são uma delícia. Sejam eles amigos, ficantes ou sexo regular. Não tente transformá-los em sua amiga, seu terapeuta, sua fonte de tudo o que há de mais relevante na vida. Eles talvez sejam geneticamente incapazes de serem relevantes a esse ponto.

romantic-dinner
Ele acha que eu não sei quais são as intenções dele….

Você não tem como ter certeza se um cara que é sexo regular vai se tornar um grande amor. As chances são mínimas, mas pode acontecer. Mas se você der chilique, cobrar, fizer birra, confidências, se você ficar a disposição desse homem, Lindinha, não vai rolar. Não só ele não evolui de status com você como as coisas ainda vão terminar mal.

Se tem um conselho que a minha alma de menina/macho cínico/biba em outra encarnação pode te dar é: Vadia, seja legal!

Se você for legal, divertida, leve, as suas chances com todos esses machos sem paciência do mundo serão muito maiores. Deixe os dramas pra terapia, pros papos com as miguchas, pra quem não faz sexo com você.

Se você, assim como eu, adora um amor, mesmo que seja um amor inventado, leia mais. Corra mais, tenha mais amigas e amigos. Mas, principalmente, seja legal!

Escrito por Pietra Ternera

Pietra Ternera é morena, escritora, roteirista e malvada de nascença. Poderia ser vilã de novela, mas prefere falar a respeito delas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s