Fiquei bêbada.  Uma taça de vinho para cada acerto.  Na mosca com Argo como Melhor Filme, Lincoln na categoria Melhor Ator (Go, Daniel, Go!), Hathaway como Melhor Atriz (I am not reaching for the stars here), Ang Lee como melhor diretor. É o Oscar mais previsível e Freudiano de todos os tempos, senhores. Lamentável.

miranda0

Acabei abrindo outra garrafa só porque queria comemorar  Amor como Melhor Filme Estrangeiro e a escolha da Jennifer Lawrence como Melhor Atriz. Porque o Oscar, como todo bom canalha, tem suas compensações. Inclusive uma música sobre peitos cantada e dançada por Seth McFarlane (criador do humor grotesco e preconceituoso de Family Guy), uma Kristen Stewart no melhor papel da vida dela (ela mesma de muletas) e um tombo dygno de Jogos Vorazes. Ah, Kitniss, sempre superando as expectativas.  Acho que foi a emoção de ser recebida por Hugh Jackman e Bradley Cooper.  Compreensível.

tombo

Para quem leu isso e não sabe qual a relação de Oscar, Homens Canalhas e Vinho, basta ler o texto de ontem:

Oscar, esse canalha óbvio que tanto amamos

Escrito por Isa Schulberg

Isa Schulberg é loira, escritora, jornalista e, nas horas vagas, é psicótica, antropóloga e psicóloga. Quando não está descalça atualizando seu blog, está sempre com os pés em um salto, de olho no que rola por aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s