Vocês dois já se viram pelados muitas e muitas vezes.   Ao longo de determinado período,  trocaram confidências sobre diversas coisas, até as mais estranhas.  E há algum tempo atrás, você pensava que não podia viver sem ele.

Depois de um longo inverno de duas semanas, estou de volta, exatamente depois do dia dos namorados, para falar de um assunto que para muitos é polêmico: o Ex.   Todo mundo tem o seu, mas será mesmo que é possível ser amigo dele?   Ou será verdade absoluta que Ex bom é Ex morto?

Eu, particularmente, ainda não sei afirmar com certeza o que é melhor.  Mas talvez pelo meu histórico Kantiano de sempre discutir as relações até a exaustão antes de dar um ponto final,  ouso arriscar que sim, uma amizade com fantasmas é possível.   Mas veja bem: isso só se aplica em determinadas circunstâncias.

Já vi gente que tentou uma amizade e acabou em uma relação pouco produtiva, que misturava sexo com dependência.  Neste caso, o ciúme não demora a aparecer e pronto – lá se foi para o espaço o pouco de respeito e chances de amizade que poderiam eventualmente existir.  Mas ao mesmo tempo, também já vi casais que terminaram e conseguiram manter a amizade de uma maneira saudável.  Eu mesma já estive nos dois lados da balança.

Justamente por isso, resolvi ajudar quem está na dúvida.  Elaborei uma lista de QUANDO, COMO, ONDE E PORQUE manter um relacionamento com seu Ex.  As dicas abaixo vão te ajudar a perceber se você está indo no caminho certo, sem minar a possibilidade de conhecer alguém novo – ou se você já estiver com esse alguém, acabar destruindo o que poderia ser em prol de algo que deveria ter ficado no passado para todo o sempre.

Estágio 1

QUANDO vocês terminaram?  É preciso dar um tempo após o fim.  Com os sentimentos a flor da pele, fica difícil saber diferenciar o sentimento de amizade daqueles ligados à um relacionamento mais sério.  Por isso, dê a vocês dois um pouco de espaço, nem que seja por algumas semanas.  Livre-se de todo e qualquer sentimento platônico antes de ingressar em uma amizade, senão não vai funcionar. Fato.

Ex-namorado? Sim, você está fazendo isso errado

Estágio 2

COMO vocês terminaram?  Tudo correu bem, sem grandes discussões? Qual foi o principal motivo do término?  Lembre-se de que o que acabou, acabou.   Ele não vai, depois que vocês terminaram, perceber que você é muito legal e retomar o namoro só porque você continua presente na vida dele.  Eu mesma já estive nessa página, amiga, e se esse é seu principal motivo, ou pior, se esse é o principal motivo DELE insistir em uma amizade com você, CORRA.  Para longe, muito longe. Se você já estiver namorando com outra pessoa, então, nem se fala.  Tia Isa aconselha não deixar seu novo pretê inseguro por causa de morto-vivo.  Repita comigo: Não-vale-a-pena.

Estágio 3

ONDE ir com seu Ex?  Se você chegou até aqui, passando livre de culpa e confusão pelos estágios um e dois, qualquer lugar é lugar. Mas eu recomendaria, pelo menos no início, evitar programas de casal como cinemas e jantares.  Prefira os lugares públicos, com mais amigos presentes. Encontros sozinhos em casa para ver TV então, são terminantemente proibidos.   Vocês com certeza vão acabar não vendo TV.

Se você já estiver comprometida,  nada de sair com o Ex sozinha.  Evite também programas constrangedores a três – tenho certeza que seu novo bofe não vai gostar nem um pouco de ver seu Ex mostrando, mesmo que sem querer, que te conhece tão bem a ponto de saber quantas colheres de açucar você gosta no açúcar. 

Claro, essa regra não se aplica se o Ex é muito antigo e vocês conseguiram, depois do término, construir uma amizade sadia, sem mágoas ou questões mal resolvidas  – lembrando que conversar e respeitar a opinião do namorado atual conta e muito.  Sem exceções. 

Estágio 4

Pergunte-se o tempo todo:  POR QUE, PORQUE e PORQUÊ.   REALMENTE vale a pena?  O que seu Ex tem para te agregar?  Existem laços de confiança fortes o suficiente para justificar uma amizade?  Você se imagina falando bem do seu novo namorado ou peguete com o amigo Ex?  Seria capaz de ouvir o mesmo sem  ficar com aquele desejo mortal de se vingar?  Lembre-se que, em uma amizade, você quer a felicidade do outro acima de tudo, honestamente – e nesta regra, não há espaço para inveja, muito menos para ciúmes, culpa ou qualquer sentimento negativo similar.  Considere estas sensações seu alerta de que é melhor se afastar.

Estágio Bônus

Honestidade é palavra chave.  Honestidade com você e com o Ex, o tempo todo, são fundamentais e valem ouro em cada um dos estágios acima.  Começou a namorar outra pessoa?  Conte para seu Ex, agora amigo, que está comprometido, feliz e que deseja o mesmo para ele, de coração.  Nada de querer se vingar, esfregando o namorado atual e todas suas qualidades na cara dele, por mais gostosa que seja a sensação.  Deixe claro também para seu novo relacionamento quem é o Ex e o porquê de vocês ainda serem amigos.  Não deixe espaço para duplas interpretações de nenhum dos lados.  Jamais.

Pode parar de se arrumar, sua vaca. Você JAMAIS será feliz com ele. E eu, fantasma da Ex passada, estou por perto para garantir isso.

Ninguém falou que era fácil, né, amiga?  E não, não existe fórmula mágica.  A grande verdade é que se você e o Ex  forem maduros o suficiente para conseguir transformar um término em amizade,  isso vai acontecer naturalmente, sem forçar a barra e sem situações constrangedoras para nenhum dos envolvidos.  Simples assim.

Deu conflito? Essa amizade está dando mais dor de cabeça que benefício?  Ainda se sente estranha com a presença do Ex? Muito problema é sinal de que agora não é a hora – ou nunca vai ser.   E aí, nesse caso, eu recomendo cortar.  Delete, exclua, apague e vá cuidar da sua vida.  Para que catar chifre em cabeça de cavalo?  Como diria minha avó, quem vive de passado é museu.  Ou múmia.   E eu tenho certeza que sair por aí enrolada em trapos não vai ser muito apreciado pelos grupos sociais – nem mesmo o da Haute Couture. Beijos da Loira!

Escrito por Isa Schulberg

Isa Schulberg é loira, escritora, jornalista e, nas horas vagas, é psicótica, antropóloga e psicóloga. Quando não está descalça atualizando seu blog, está sempre com os pés em um salto, de olho no que rola por aí.

5 comentários

  1. Adorei o texto, mas acredito que ex bom é ex morto! Rs. To brincando, ou não! Rs. Mas a amizade é bastante complicada, ainda mais quando o atual é ciumento! Acho que tudo tem seu tempo certo para acontecer, inclusive reatar amizade com fantasmas, mas ainda acho que é algo complicado, pois sempre vai haver uma pequena pitada de competição no ar, talvez eu esteja errado, talvez não! Mas quem vai saber…

    Beijo gata!

    1. Querido Der, acho que se você, depois de algum tempo afastado do Ex, perceber que ele está competindo com você… é porque um dos dois ainda não se recuperou do baque. E aí, ou você desiste de vez ou você dá mais um longo tempo. E nada de prejudicar seu relacionamento atual por águas passadas! Eu jamais uso um vestido da coleção passada se acabei de comprar aquele lindo Channel vintage que foi capa da Vogue no último mês. E se eu fosse você, seguia essa dica também. Beijo da Loira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s